10 de set de 2012

0

MARCAS QUE PROFESSAM


Ao mesmo tempo em um misto de reflexão e oposição, tento permear meticulosamente os terrenos áridos de um solo escaldante e árduo.
Sigo em frente na imensidão desse espaço, questionando-me a exatidão do tempo e local a ser explorado.
Permeia sobre esse mesmo solo o dilacerar sombrio e audacioso de uma esterilidade justa e egocêntrica.
Dentro desse espaço o tempo é como um todo e um todo são como um único tempo, horas tocando o inexistente, horas o inexistente tocando tudo em todo o tempo e local.
Coabitando com a realidade e esmagando a necessitada a cada passo percorrido.
Os sentidos tornam-se em dores e as dores são de fato sentidas a cada abdenegação retraída.
Se outrora a retratação existissem sobre as máscaras das inexperiências, em tempos específicos elas repaginam com o enclausuramento sobre os pilares da prudência e legitimidade.

Silvia Dias

0 comentários: