10 de set de 2012

0

PRESENCIALIDADE


A minha alma embala ao som de Sua ternura
O Teu amor me consome
A Tua essência emana doçura
Os Teus pés são como colunas de bronze
Os Teus passos são como exércitos a marchar, destilando força, poder e altivez
O lugar onde pisa nunca mais se torna o mesmo, até mesmo o pó recua-se em Tua presença
As Tuas veredas são precisas, equidade, retidão compõem o Seu caráter
O Seu olhar adentra-se como sonda a perscrutar o mais intimo do saber. Vem arrastando com extrema velocidade até que se possa ver o sentido do sentir
Não sou digna da Tua presença, assim mesmo, eleva-me com dignidade e faze-me deleitar nas veredas do Seu amor
Estive ataviada por longos anos, a somatória dos dias que se fizeram na terra, são testemunhas do quanto esperei por Ti
Dissestes que viria me buscar e confiante aguardei pela Sua chegada
Antes que os Teus lábios pronunciastes algo a Tua presença antecedeu a descortinar

Silvia Dias

0 comentários: